Como deveria ter sido o final de Supernatural? | Loja Saturninos - Produtos Geek e Criativos

Segundo Dabb, o roteiro precisou ser alterado por causa da pandemia de covid-19. Ao filmar os episódios 19 e 20 da 15ª temporada de Supernatural, a equipe de criação precisou aplicar algumas regras de biossegurança para proteger o time de produção e os atores. 

Antes até mesmo de finalizarem o roteiro, Dabb e Bob Singer, produtor do seriado, conversaram sobre os rumos que a série deveria tomar na última temporada. Eles já sabiam que Dean morreria antes de Sam, mas precisavam desenvolver melhor o conceito de paraíso que os dois conheceriam. 

A ideia era que Sam e Dean encontrassem todas as pessoas que os meninos conheceram ao longo do caminho (ou, pelo menos, aqueles que poderíamos convencer a voar para Vancouver) e eram importantes para eles. Os dois sabiam que não seria possível convencer todos os atores a participarem do último episódio, mas queriam reunir o máximo de personagens possível. 

Com isso, Dean chegaria primeiro ao RoadHouse, reconstruído depois da explosão. Lá, Bobby, Jo, Castiel e até mesmo a mãe e o pai da dupla estariam presentes para recebê-los e viver a eternidade do pós-vida. E, é claro, esse final seria marcado pela canção "Carry On (My Wayward Son)", da banda Kansas, trilha-sonora da série desde o primeiro episódio.

Porém, com o avanço da pandemia, essa reunião de tantos atores poderia ser perigosa para a disseminação do vírus, por isso a equipe criativa optou por uma versão mais "sucinta" do final. Ainda durante a entrevista, Dabb afirmou ter ficado satisfeito com o resultado.

 

Fique ligado nas notícias do mundo geek através do nosso blog!

Clique aqui para ver todas as notícias.

Deixe um comentário

Todos os comentários são moderados antes de serem publicados.